08/04/09

Como organizar um coquetel


Em ocasiões formais ou informais a praticidade que o envolve é um dos principais motivos de sucesso

Um coquetel é um das maneiras entre muitas que existem para se receber socialmente. É muito usado para recepções mais rápidas, com menos etiqueta. São ideais para eventos profissionais, como lançamento de algum produto, lançamento de livros, exposições, festas beneficentes, antes de uma peça teatral, etc.
Trata-se de um encontro mais rápido em que as pessoas chegam, cumprimentam-se, sorriem, bebem, beliscam alguma coisa e saem rapidamente. Normalmente as pessoas sentem-se à vontade e conversam movimentando-se entre outros grupos de convidados. É também um encontro interessante porque normalmente ele ocorre antes do horário do jantar, o que possibilita as pessoas saírem do trabalho e irem diretamente ao evento. Enfim, é uma maneira prática de receber. Também é uma forma de comemorar ou encontrar informalmente os amigos.

Mas, mesmo com esta descontração que caracteriza esta modalidade, é preciso tomar alguns cuidados. Por exemplo, o local deve ser adequado ao número de convidados. O ideal é que todos os presentes não se sintam como uma pessoa a mais entre um grupo enorme. Convide um número suficiente para acomodar todos confortavelmente, seja num salão ou em sua casa. É sempre bom pensar em alguns espaços, para que as pessoas possam sentar-se caso estejam cansadas, especialmente as mais velhas. Aliás, o convite pode ser impresso, escrito manualmente ou feito pelo telefone. Mas se for em homenagem a alguém, o nome da pessoa ou o motivo do encontro, caso seja um encontro profissional, deve ser mencionado.
Os coquetéis mais rápidos geralmente são marcados a partir das 18h e algumas vezes têm hora para terminar. Se for um grupo pequeno, recebido em casa, o casal anfitrião consegue dar conta de atender até mais ou menos vinte pessoas. Passando deste número, é preciso contratar um barman, garçons ou copeiras.

O que servir
O cardápio do coquetel deve ser escolhido com cuidado e não substitui um jantar. É importante que os convidados não fiquem bebendo de estômago vazio. Canapés quentes e frios são bastante adequados, assim como patês e salgadinhos, de preferência que possam ser pegos com uma mão, já que a outra poderá estar ocupada com a bebida.
A comida e a bebida podem ser passadas ou colocadas em lugares bem localizados, para que os convidados possam encontrar facilmente o que procuram e movimentar-se à vontade. Tudo isso facilitará a comunicação entre todos e as chances de sucesso serão maiores.
Caso vá ser servido um prato quente, não deixe de pensar num espaço para que as pessoas possam acomodar seus copos. Existem também ocasiões em que é servido um coquetel antes de um jantar completo. Tudo depende do objetivo do encontro. Evitem servir amendoim e salgadinhos com ingredientes muito fortes, não esqueçam de oferecer guardanapos pequenos. Além dos coquetéis, deverão ser servidos uísque, vinhos, refrigerantes e água. Os espumantes também são uma boa opção.
Como em qualquer outro tipo de reunião, é necessário cuidado na escolha do material para servir, como copos, guardanapos, etc. Mesmo dispensando qualquer sofisticação, as peças não devem ser inadequadas e de mau gosto.

Os deveres do convidado
Saber ser bem vindo é tão importante quanto saber receber, por isto os convidados também precisam seguir algumas regras, como por exemplo, não deixar de responder o RSPV, caso seja solicitado no convite, logo que o mesmo chegue as suas mãos. Isto facilitará a organização da festa.
Também não é elegante levar outras pessoas não convidadas, sem consultar anteriormente a anfitriã. Caso você vá acompanhado, apresente seu acompanhante à anfitriã ou anfitrião quando for cumprimentá-los ao chegar.
Caso haja um bar montado, sirva-se e retire-se do local, permitindo que outras pessoas possam servir-se também. Evite constrangimentos exagerando na bebida e não deixe de despedir-se dos anfitriões e agradecer pelo convite.
As regras de boa educação facilitam o convívio e fazem com que qualquer que seja o tipo de recepção, tudo transcorra de maneira muito mais agradável.





*Por Amelinha Amaro - colunista da Festa Viva

Foto: getty images

7 comentários:

  1. Exelente!
    Amei seu blog e também e as explicações...

    ResponderExcluir
  2. Me ajudou bastante. Estarei sempre aqui para pegar algumas dicas, tenho um cerimonial e buffet junto com meu marido e estamos só começando, algumas coisas ainda são complicadas pra nós dois, mas encontrei aqui uma grande ajuda. Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. de foma rapida e objetiva me ajudou a entender como funciona um coquetel,o que servir e como comportar-me no mesmo.obrigada!

    ResponderExcluir
  4. ESTAVA MEIA PERDIDA MAIS AI ME AJUDOL BASTANT

    ResponderExcluir
  5. Olá, obrigada pela informação.Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Sempre organizo os coquetéis de lançamento dos livros de minha mãe, como é sempre um motivo de alegria procuro faze-lo de forma festiva, faço uma mesa de guloseimas para crianças bem colorida e saborosa e deixo os garçons servirem os salgados/canapés etc. para adultos, tem dado certo os lançamentos são sempre concorridos e elogiados por todos.

    ResponderExcluir
  7. Nosso grupo de jovens vai fazer um coquetel para recadar dinheiro para a igreja, para nossas viagens, e sua dica n~]ao foi exatamente o que u queria, mas foi ótima, só que não de acordo com o que nós queremos, queremos uma cosia mais haver com a juventude. Bjos

    descubrasuavocacao28.blogspot.com
    todabela04.blogspot.com

    ResponderExcluir